Governo e empresários debatem ações para desassoreamento de rios do estado

Tema foi tratado pela secretária estadual de Meio Ambiente, Ana Pellini, e pelo secretário estadual de Transportes, Pedro Westphalen, que estiveram em reunião do Sindibritas e da Agabritas

A areia que está assoreando os canais de navegação dos rios do Estado trava o desenvolvimento do Rio Grande do Sul. A avaliação é do presidente do Sindicato das Empresas de Mineração de Brita, Areia e Saibro do Rio Grande do Sul (Sindibritas) e da Associação Gaúcha dos Produtores de Brita, Areia e Saibro (Agabritas), Pedro Antônio Reginato.

– Os benefícios que o desassoreamento da areia podem trazer para o estado são diversos e passam por muitos aspectos. Tiraria este bem mineral por um custo menor, baixaria o custo da areia para o mercado, aumentaria o calado do lago, melhorando a navegação e reduzindo as enchentes. Isso tudo poderia, ainda, trazer incentivo ao transporte de cargas e incentivo ao turismo e transporte de passageiros – explica Reginato.

Essencial para impulsionar o desenvolvimento da construção civil, sendo matéria-prima para novos hospitais, escolas, pontes e diferentes obras, a areia necessita de um olhar especial da sociedade, segundo a secretária Ana Pellini.

– Existem alguns mitos relacionados ao desassoreamento e à mineração. O assunto está sendo debatido no Ministério Publico Federal e foge um pouco do nosso alcance. Por isso, o setor precisa estar sempre unido para apresentar estudos e informações para que esse desassoreamento consiga avançar. Estamos estudando uma forma de agilizar os estudos para zoneamento do lago. Temos que ter subsídios para demonstrar como a situação do lago não está boa e precisamos de uma solução – avalia Pellini.

Expandir as negociações e os estudos sobre o tema também é uma defesa do secretário Pedro Westphalen.

– Temos que vencer essas impressões tão ruins que a mineração gera, pois é um passo a favor do desenvolvimento do estado. Estamos comprometidos a conversar e encontrar saídas para esse impasse. Queremos encurtar caminhos e fazer com que a economia ande – salienta Westphalen.

A reunião de diretoria do Sindibritas e da Agabritas ocorreu na segunda-feira (06/11), na sede do sindicato. Além dos secretários estaduais e a diretoria das entidades, também esteve no encontro o deputado estadual Catarina Paladini.